fechar
1
Foto: Leitora Voraz / Google Imagens

Adam Heines parecia ser apenas mais um hóspede na mansão dos Fairchild, quando na verdade investigava o misterioso desaparecimento de um Rembrandt legítimo. Mas ele não estava preparado para enfrentar um problema ainda maior: Kirby Fairchild, a deslumbrante filha de seu anfitrião. Meio fada, meio bruxa, ela o enfeitiça com seu jeito direto de seduzir. Afinal, Kirby também desconfia das verdadeiras intenções de Adam… E sua estratégia é bastante clara: fazer da sedução sua arma para iludir.

Em “Arte da Ilusão”, de Nora Roberts, o leitor irá acompanhar a história de Adam Haines: um pintor famoso e oriundo de uma família rica que possuía uma segunda profissão, mas sem que ninguém do seu convívio soubesse. Na história, o pintor está à procura de um quadro desaparecido e, durante a sua busca na casa do principal suspeito pelo roubo do quadro, acaba se envolvendo com Kirby Fairchild, filha de seu anfitrião, o pintor Philip Fairchild.

A história é romântica, porém cheia de mistérios e suspenses. Além disso, a obra se faz muito rica quando Nora Roberts traz obras de pintores famosos como Rembrandt e Van Gogh, além de outras referências literárias. Um ponto cômico e intrigante na narrativa que merece destaque é a presença de uma gata que paga aluguel e possui um cachorro de estimação.

“Algumas pessoas são exatamente o que parecem, para melhor e para pior.”

A missão de Adam, na obra, era descobrir o que Philip havia feito com o quadro desaparecido, entretanto muita coisa estava por trás do sumiço desse quadro. Por estar investigado o fato, Adam não podia se deixar envolver com Kirby, o castelo em que ela morava com o pai possuía muitos segredos e ele precisava descobrir. A narrativa se desenvolve até que se descobre que Kirby corria sérios riscos e, se quisesse zelar pela segurança dela, Adam precisava descobrir o que acontecia e ainda contar a ela quem ele era na verdade, entretanto ele tinha pouco tempo para fazer isso.

Muitas são as perguntas: até onde estaria Kirby envolvida nisso tudo? Harriet, dona do quadro desaparecido, e sua filha Melinda, faziam parte da trama? Quem estaria ameaçando a vida de Kirby?

Nessa obra sensacional, Nora Roberts mistura um enredo policial e uma narrativa romântica. A história é emocionante e o final surpreendente. Uma obra digna de prender o leitor do início ao fim!

Tags : becolabfeaturedrresenha
Dayse Lorena

Sobre Dayse Lorena

Tenho 23 anos, moro na cidade de Montes Claros (MG). Atualmente, curso Letras Português pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Uma eterna amante dos livros e da escrita.