fechar
voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida-1-minha-vida-literaria

No instante em que Lucy conhece Nate em Veneza, durante o intercâmbio da faculdade, ela tem certeza de que é o amor da sua vida. Com toda a magia do primeiro amor, eles se beijam ao pôr do sol sob a Ponte dos Suspiros, o que, segundo a lenda local, os uniria para sempre.

Passados dez anos, porém, eles perderam contato por completo. Até que Lucy se muda para Nova York, e o destino faz com que se reencontrem. E se reencontrem. E se reencontrem. Mas o Nate atual é muito diferente do que ela conheceu aos 19 anos, e Lucy preferia o antigo. Será que ele é mesmo sua alma gêmea? Como ela conseguirá se livrar dele? Afinal “para sempre” pode ser muito tempo…

Uma comédia romântica original e mágica sobre o que acontece quando o sonho de toda menina de encontrar sua alma gêmea se torna verdade.

O sonho da maioria das mulheres é encontrar o homem da sua vida. Lucy só quer se livrar dele.

Como descobri esse livro? Sou apaixonada por capas, e isso foi a primeira coisa que me chamou atenção. Além do título que achei bem divertido, quem nunca achou que aquela pessoa era sua alma gêmea? Então, depois de ler a sinopse, resolvi dar uma chance.

capa-voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida

Durante suas férias de verão em Veneza, Lucy conheceu Nate. A história de amor entre os dois é intensa e eles resolvem eternizar seu amor. Mas mesmo assim, com o tempo, suas vidas seguem caminhos diferentes. Dez anos depois, ela ainda sonha com Nate. E não consegue se desapegar das lembranças românticas daquele relacionamento tão perfeito e mágico. Todos os relacionamentos que seguiram fracassaram e ela vive com a sensação que perdeu, para sempre, sua alma gêmea.

Está bem, eu confesso. Já o procurei no Google uma vez.
Talvez duas.
Ah, está certo, então perdi a conta ao longo dos anos. Mas e daí? Quem não foi para casa e procurou no Google o homem que ama?”

Um certo dia, inesperadamente ele se reencontram, e Lucy vê ali, diante do seu grande amor, uma nova chance. Um momento cheio de expectativa e emocionante. Mas eles acabam descobrindo que o tempo passa e as pessoas mudam. Como cada um seguiu seu caminho, suas realidades são bastante diferentes da vivida 10 anos atrás. E então, decidem se afastar. Quanto mais eles tentam, mais eles continuam a se encontrar. Parece que uma força misteriosa quer mantê-los juntos.  E ficarem distantes um do outro, se torna quase impossível.

Os personagens contribuem demais para essa linha divertida. As amigas Magda, Robyn e a irmã Kate, são um caso à parte. Com historias bem desenvolvidas durante a trama, e igualmente engraçadas. A autora consegue transitar tanto pelo romance como pela comédia nesse livro. Sendo bem sucedida em ambos os momentos. O enredo é construído no eterno clichê de encontrar sua alma gêmea. Mas se destaca pelo efeito antagônico em meados da trama. A relação entre a expectativa e a realidade, que muitas vezes podem interferir consideravelmente na “vida real”. O tempo, o amadurecimento, as idealizações que fazemos, são os elementos que nos fazem questionar as nossas certezas.

Você (não) é o homem da minha vida, nos ensina que tudo é relativo. O momento que você vive hoje, pode ser mágico, perfeito. Mas amanhã, talvez seja diferente. Não devemos idealizar um amor. Algumas vezes estamos tão ocupados fazendo isso, que deixamos de buscar na nossa realidade o que realmente nos completa. Quem sabe sua alma gêmea não é nada do que você sonhou mas mesmo assim é perfeita para você?!

A leitura é leve e divertida. Superou minhas expectativas! 

Tags : Alexandra PotterliteraturaresenhaVocê não é o homem da minha vida
Carolina Aguiar

Sobre Carolina Aguiar

Estudante de comunicação, apaixonada por animais, café e atitudes. Decidida, tem uma personalidade mais forte do que os cafés que ela gosta. Sonhadora, desbocada e com um coração enorme. Amante de esporte, vídeo game e devaneios em uma mesa de bar. Vive aí pra contar suas histórias e cotidiano.