fechar
Resenhas

Resenha: Meus 15 Anos, Luiza Trigo

Livro-Meus-15-Anos-Luiza-Trigo-3458345

Esta é uma literatura infanto-juvenil maravilhosa, ao longo de suas páginas, encontramos a ansiedade, insegurança e alegria de qualquer adolescente que está prestes a ter sua festa de 15 anos, eu me lembro que este livro foi um dos meus presentes de aniversário, e eu o li em apenas algumas horas porque me senti totalmente envolvida na história, a autora representou com bastante precisão todos os lados desta trama de modo muito convincente, mostrando como essa faixa etária passa por diversas crises e situações engraçadas.

Bia, nossa protagonista, é uma aluna de nono ano, bastante dedicada e estudiosa, apaixonada por cinema, que ao ter tido um boletim honrado tem como presente uma grandiosa festa no Copacabana Palace, assim, ela convida todos seus colegas de turma para comemorarem, durante os dias que faltam para sua festa a ansiedade e a insegurança toma conta de seus dias, pois o menino que ela paquera desde o primeiro ano é um dos convidados, Thiago, que nunca demonstrou dar bola para Bia.

A autora faz uma temática muito interessante, o livro é contado em primeira pessoa, porém, cada capitulo é narrado por um personagem diferente, assim, vemos as diferenças entre os pontos de vista durante o livro, desde Bia, a própria protagonista, até Jessica, a rival declarada de Bia que não suporta a ideia da inimiga ter uma festa melhor que a sua que tinha ocorrido um ano atras.

Entre os personagens também encontramos Bruno, o melhor amigo de Bia, que tem uma paixão pela amiga que nunca foi declarada, eu sempre me divirto com essas histórias que mostram a insegurança dos adolescentes ao lidar com uma paixão. É muito fofo o modo com que a autora conduz essa situação, incluindo também a melhor amiga da personagem, Amanda, que é uma querida, neste livro essa foi a famosa personagem que ninguém consegue odiar!

E ao longo dos capítulos, vamos nos apaixonando pela história inocente e engraçadinha destes jovens que nos fazem ter aquela nostalgia boa desta fase dos 14, 15 anos, onde sentimos tudo exageradamente, e passamos por diversas crises, do mesmo modo que nos sentimos convidados com a festa inspirada em grande sucessos de cinema que Bia fez, enfim, o tipo de história que nos faz sentir saudade de uma festa de debutante.

Alice Akoizu

Sobre Alice Akoizu

Alice Akoizu, um simples pseudônimo que nasceu de uma brincadeira entre amigos, uma pessoa que não cabia das próprias ideias, uma escritora.