fechar
Reviews de Séries

Review: Grey’s Anatomy 12×03 – I Choose You

no thumb

Em I Choose You, decisões importantes tiveram que ser tomadas. E isso não se limitou apenas à sala de cirurgia. Alguns tiveram que evoluir, e outros fizeram escolhas erradas e arriscadas, que terão consequências nos próximos episódios.

Bailey sabe o que faz. Está na hora de Meredith se impor, crescer, e tomar as rédeas de seu futuro. De certa forma, ela sempre foi mimada dentro daquele hospital. Seja pela fama da mãe, pela relação de Webber e Ellis ou pelo relacionamento com um atendente, Meredith sempre teve privilégios garantidos. Até mesmo suas punições eram mais brandas que a de outros internos. Vimos agora como isso a prejudicou, já que não foi tão fácil assim conversar com a nova chefe e pedir um salário justo. Isso pode até parecer algo pequeno, insignificante, mas mostra uma evolução.

Às vezes paro para pensar em como Alex se tornou esse personagem tão sólido e indispensável. O interno que reprovou em seus exames lá no início carrega agora toda a responsabilidade da pediatria. Que não é brincadeira. Vê-lo se relacionando tão bem com os pacientes e assumindo a decisão sobre os gêmeos mostra que ele realmente merece tudo que alcançou. O orgulho de Arizona é mais que justo. O cara desregrado e inconsequente há muito deixou de existir. Não espalha mais imagens de colegas usando lingerie pelo hospital. Mas acolhe um paciente no colo para que não parta dessa vida sozinho.

Foi uma surpresa e tanto ver o fantasma de Izzie fazendo Jo questionar seu relacionamento. Com Stevens, aparentemente, Karev estava disposto a ter filhos, mas quando Jo toca no mesmo assunto ele não possui nenhuma resposta concreta. Claro que eram situações completamente distintas. A doação foi feita para garantir que Iz tivesse a chance de ser mãe um dia, foi algo emergencial. Eles não iriam ter um filho imediatamente. Nem sequer conversaram sobre isso. Ainda assim, compreendo a reação de Jo. Como acabamos descobrindo, o que ela queria não era nada extraordinário. Ela queria a garantia de um futuro. De que o relacionamento está indo para algum lugar. Não, eles não estão em condições de ter um bebê nesse momento. Mas a certeza do comprometimento de Alex já é suficiente.

Maggie, em meio a uma crise existencial, reavalia suas escolhas de vida. Que sempre acabam sendo as erradas. E tudo bem. Todo mundo, em algum momento da vida, pensa da mesma forma. E se a questão aqui é fazer más escolhas, porque não começar a sair com o interno que estava dando sopa lá no bar do Joe? Afinal, não foi assim que uma certa história de amor teve início na série? DeLuca, o pretendente, ainda é um enigma para todos nós. E essa pode ser a chance de descobrirmos um pouco mais sobre ele, depois que enfrentou a dureza e a realidade da pediatria.

O plano de April para reconquistar o marido revelou-se mais que ineficiente. E não tinha como não ser. Sua abordagem foi basicamente a de não escutar Jackson e ser irritante. Ninguém pode forçar outra pessoa a perdoar. Avery está magoado e, se for para aceitar a esposa de volta, acontecerá naturalmente, quando ele tiver um tempo para pensar e reconsiderar. A melhor coisa que ele fez foi se afastar de Kepner. Pena que ela não veja dessa maneira.

Fique agora com a promo do próximo episódio:

Ana Rita Monteiro

Sobre Ana Rita Monteiro

Ana Rita Monteiro tem 17 anos e mora em Fortaleza. Futura estudante de Comunicação Social e apaixonada por fotografia. Deseja conhecer o mundo todo, mas enquanto isso não acontece, viaja em livros e em séries.