fechar
aaposta
Uma viagem de formatura. Uma aposta perigosa. Lex, o galinha do colégio, terá apenas sete dias para derreter o congelado coração de nina, a garota que odeia quem use cuecas. Nina enlouquece quando descobre sobre a grande aposta do ano. E agora ela quer sangue: o sangue de lex. Em meio a chantagens, intrigas, vinganças, diálogos ácidos, aventuras, romance e momentos hilários, as páginas desse livro entrarão em combustão espontânea. Quem sairá vencedor? Façam suas apostas. O jogo de sedução está prestes a começar.

Quando peguei “A aposta” para ler, me espantei por nunca ter ouvido falar dele antes. O livro é um fenômeno de vendas na Amazon. Ele seguiu a mesma linha de “Não pare” da FML Pepper, e foi uma publicação independente. Depois do sucesso, “A aposta” chamou a atenção das editoras e aqui no Brasil foi publicado pela Novo Conceito.

Dessa vez conhecemos a história de Nina, uma adolescente durona e explosiva, que devido a traumas do passado, odeia todos os homens do mundo. Eu sou uma eterna defensora das protagonistas independentes e que vão de encontro as mocinhas inocentes e ingênuas que estamparam tantas histórias de romance por ai. Mas no caso de Nina, achei a atitude da personagem um pouco forçada. Entre seu mal-humor e algumas atitudes exageradas de sua parte, não consegui criar um vínculo muito forte com a perosangem.

No outro lado da história, conhecemos Lex, um jovem despreocupado e divertido, que é a personificação do clichê adolescente: lindo, sedutor, engraçado, simpático… e justamente por ter inúmeras qualidades, Lex é acostumado a ter tudo que sempre quis, e para sair do tédio, aceita todos os tipos de apostas que é desafiado no colégio. A partir daí não fica muito difícil imaginar o que vai acontecer, certo?

A aposta lançada dessa vez terá o cenário em uma ilha, onde os alunos do colégio irão comemorar o fim do ano escolar. Para ganhar o dinheiro que precisa para consertar sua moto, Lex precisa conquistar Nina. Enquanto isso, do outro lado da aposta, Nina tem o objetivo de resistir aos charmes de Lex. É ai que meus problemas com “A aposta” começam. É bastante claro ao leitor os motivos de Lex para entrar na competição, mas e os de Nina? Mas ok, vamos lá, a mocinha aceitou tentar resistir aos encantos do nosso protagonista, e tem inicio então a maior aposta do colégio.

Uma vez na ilha, somos convidados a conhecer um pouquinho mais dos nossos personagens. É muito fácil se encantar por Lex, que se mostra desde o inicio um personagem maravilhoso, mesmo lidando com o mal-humor de Nina na maior parte do tempo. É bastante previsível imaginar o futuro dessa história… Aos poucos, Lex vai começando a entender porque Nina criou tantas barreiras em volta de si mesma, e começa a quebrar uma a uma, se aproximando cada vez mais da nossa mocinha.

“Lex toma o rosto dela entre as mãos. Algo devastador a inunda nesse instante. É uma sensação grandiosa demais para ser desprezada.”

Embora Nina tente resistir, se vê cada vez mais envolvida com a presença de Lex, mas não consegue esquecer da aposta e do fato de que todo o colégio está apenas aguardando o final dessa história. Mais uma vez, não consigo simpatizar com a situação de Nina. Ela entrou em uma aposta que poderia ter ganho facilmente, apenas evitando a presença de Lex, mas não, ela simplesmente deixa acontecer e isso não condiz com a personalidade que a autora nos apresenta de Nina (teoricamente uma garota explosiva e irritada, que faz o que bem entender) e vai contra tudo o que ela alegava querer para si.

A partir dai já podemos imaginar tudo que irá acontecer nas próximas páginas… Para dificultar ainda mais a situação, também temos uma vilã clássica/ex-namorada que faz questão de se envolver em todos os momentos de Nina e Lex, elaborando planos mirabolantes e seduzindo colegas para ajudá-la a concretizar todos eles, o que achei uma vibe bem Malhação, inclusive…

O livro tem o diferencial de possuir um narrador participativo na história. Ainda que seja em terceira pessoa, o narrador não apenas nos conta os fatos, como também sua opinião sobre eles e o que ele acha que vai acontecer. Embora clichê, “A aposta” atinge seu objetivo ao entregar ao leitor uma leitura leve e despretensiosa.

“- Não foi só a gravação, é o todo, você entende?
– Começou tudo errado, eu concordo com você. Mas precisa terminar errado?

 

Tags : a aposta
Rafaela Donadone

Sobre Rafaela Donadone

Rafaela Donadone tem 24 anos e divide seu tempo entre suas paixões por séries e livros. Nas horas vagas faz Medicina, na esperança que um dia sua vida se torne um episódio de Greys Anatomy.