fechar
Liniker e os Caramelows

Na noite da última quinta-feira (08), a quadra do Sesc Araraquara recebeu um dos mais belos e recentes projetos de arte que emergiram da cidade. Liniker e os Caramelows começaram o ano e a turnê de 2016 com um show nesse mesmo Sesc, no dia 15 de janeiro, voltando agora para a última apresentação do ano, que foi, como eles anunciaram, onde fizeram sua primeira gravação ao vivo. Como disse um dos caramelows, é difícil não perceber um ciclo – de muito sucesso, aliás – se encerrando ali, apenas para permitir um novo começo.

O show foi eletrizante, tanto para os araraquarenses – que em muitos casos já conhecem o pessoal do grupo, e têm uma emoção a mais por conta do reconhecimento -, quanto para quem os via pela primeira vez. Não há, durante a apresentação, nenhum momento em que a energia diminua. Com músicos experientes e dedicados, que se somam às vozes de Liniker e Renata Éssis, a apresentação é musicalmente incrível. Mas além do âmbito puramente artístico, não se pode falar de Liniker e os Caramelows sem levar em conta o que eles representam social e culturalmente; a presença das cantoras, e de seus companheiros e companheiras de palco demonstra, por si só, a possibilidade de fazer música – e sucesso – para a mulher negra, para as trans, para os da periferia, que não encontram portas abertas facilmente no mundo da arte e da cultura. Nesse sentido, quando Liniker fala de amor, ela reivindica o direito de amar e de se relacionar aos que costumam ter esses direitos – como tantos outros – negados. Mesmo que Liniker não tocasse diretamente no assunto da representatividade, da desigualdade, da importância de se amar e se aceitar, sua simples presença e força já o diriam por ela.

O espetáculo contou com duas presenças especiais: a de Ângela Barros, mãe da Liniker, e a de Mc Linn da Quebrada. Pra quem não conhece, Liniker e os Caramelows é um projeto musical nascido na cidade de Araraquara/SP. Como colocado por eles, o projeto “traduz a blackmusic e o soul para uma linguagem contemporânea brasileira, com composições autorais, trazendo como tema central as relações com pessoas e com o mundo”.

Confira alguns vídeos do show:

Participação de Angela Barros

Zero

Tags : linikerLiniker e os Caramelows
Karina Constancio Sanitá

Sobre Karina Constancio Sanitá

Araraquarense, quase cientista social.